21.03.2017 | Notícias

Quem é o cientista? O que faz esse profissional?

Estes questionamentos despertaram o interesse dos estudantes do 2º ano que se encantaram com a  ilustre visita do cientista Eduardo Ferrara, que pôde responder a essas e outras questões.

O encontro foi significativo, os estudantes ampliaram seus conhecimentos em relação à vida desse profissional e as atividades por ele desenvolvidas.

Confiram as imagens desse momento.

Professoras do 2º ano do Ensino Fundamental

“Eu, Eduardo Ferrara, cientista, gostaria de agradecer imensamente aos professores do 2º ano, aos Coordenadores e a todos que foram responsáveis pela realização da minha apresentação no Consa. Sem dúvida, explicar aos estudantes sobre minha profissão e um pouco do meu trabalho foi um momento gratificante devido ao entusiasmo e carinho que os alunos demonstraram. Encontrei crianças curiosas, predispostas a aprender e desenvolver suas próprias teorias e hipóteses sobre a vida e o mundo que os cercam.

                Nós cientistas, gostamos de aprender, por isso formulamos hipóteses a partir de observações iniciais e, em seguida, as testamos com observações e experimentos adicionais, cujos resultados são medidos para confirmar ou refutar as hipóteses. O resultado de todo esse trabalho é o desenvolvimento de novos conceitos, teorias e leis para entender o mundo em que vivemos. A isto chamamos de CIÊNCIA.

                Contudo, ser cientista não é apenas desenvolver a ciência. Ser cientista é também compartilhar as descobertas e trabalhos com a sociedade sempre com o dever e objetivo de melhorar a vida das pessoas. Para nós, é muito gratificante quando nosso trabalho faz a diferença, por menor que seja, ao mundo que nos cerca.

                Infelizmente, a ficção científica e os quadrinhos constroem nas nossas mentes a falsa imagem do cientista maluco em um mundo a parte. A imagem dos cientistas como pessoas com uma atitude caótica, que mesmo assim fazem as mais loucas descobertas e invenções cria uma barreira nas pessoas em relação às ciências impedindo a divulgação do nosso trabalho. A realidade está muito longe disso e os melhores cientistas são altamente sistemáticos, disciplinados, organizados e sociáveis.

                A possibilidade de poder apresentar o trabalho do cientista aos alunos, desde pequenos, é importante para quebrar a imagem errada das pessoas em relação aos cientistas pois permite que as crianças tenham uma melhor receptividade à ciência. Por isso, gostaria também de parabenizar a todos pelo projeto desenvolvido.”

Eduardo Ferrara

Leia também

Ensino Fundamental

Educação Física

Notícias

Corpus Christi