04.04.2020 | Pastoral

Semana Santa 2020

Silêncio, pessoas recolhidas em suas casas, no mundo todo.

Jesus está nas ruas vazias, nos hospitais, nos médicos, enfermeiros, arriscando a vida no cuidado dos pacientes, administrando as emergências, atrás do volante de um caminhão, trabalhando em padarias, mercados, em tantos ambientes… 

Com Jesus estamos aprendendo, em nossas casas, a vestir o avental do Lava-Pés, ajudando e nos cuidando mutuamente.

Seguindo Jesus, perceberemos sua presença solidária e silenciosa no sepulcro das tantas incertezas que temos vivido dia a dia. O silêncio de tantas perguntas sem resposta que brotam no profundo de nossos corações: “Quando tudo isso vai passar? O que será de nós daqui para frente?” Nesta hora, não adianta a pressa. As respostas vêm num ritmo que não é nosso e não depende de nós. É hora de fazermos coro ao grito de Cristo: “Eu me entrego, Senhor, em tuas mãos”.

Mais do que nunca esta Páscoa vem nos ensinar que esperança verdadeira não é necessariamente a certeza de que tudo vai dar certo ou sairá conforme planejamos, mas a capacidade que Jesus nos oferece de conferir a tudo o que nos acontece um verdadeiro sentido pascal, enxergando no horizonte a luz da vida e da Ressurreição.

Desejamos abençoada Semana Santa

Texto adaptado: Frei Gustavo Medella

Vídeo: Poema do Arcebispo de Lima e Primaz do Perú – Monseñor Carlos Castillo Mattasoglio

Leia também