06.11.2015 | Ensino Médio

Pensando sobre representatividade

Os estudantes Cauã Liberato M. Gouveia, Eduardo Jun T. da Silva, Beatriz C. Checchia e Mariana N. Sanchez participaram de encontros com os estudantes do 5º ano para compartilhar suas vivências enquanto representantes de classe. O objetivo desta atividade foi desenvolver as noções de representatividade, da função do político num sistema democrático, para que os alunos compreendam a importância da representatividade para a sociedade, além de valorizarmos as ações dos estudantes do Ensino Médio.


Comentários


“Hoje vieram representantes de turma do 3º ano do EM na minha sala, para falarem sobre representatividade. Eles falaram o que é um representante de turma e quais são as suas responsabilidades. Eu achei muito interessante, porque agora eu sei se no 8º ano eu devo me candidatar ou não e, como será, caso eu me candidate e ganhe.” Pedro Saliba – 5º ano A
“Essa experiência me deu uma noção maior de como é ser um representante e a importância das nossas escolhas. No futuro teremos mais responsabilidades, tanto para votar quanto para representar. Gostei do Cauã e da Mariana. Eles me passaram uma ideia perfeita de como é representar um grupo de pessoas.”

Gabriel Lins – 5º ano A


“O encontro com os representantes Cauã e Mariana foi muito importante. Agora eu sei o que é ser um representante e minha turma também. Ser representante de uma turma requer um pouco do seu tempo e faz com que você tenha que tomar decisões pensando no bem de todos. Eu gostei do Cauã, pois ele parece levar a sério a função de representante. Gostei da Mari também.”

Luigi Arb – 5º ano A
“Eu gostei bastante da visita dos representantes de turma. Descobri que o “trabalho” deles é importante e educativo. Com responsabilidade, dando opiniões, tomando decisões, na relação com os colegas e com um pouco de tempo, podemos nos transformar em pessoas melhores para o mundo e para nós mesmos. Aprendi que os eleitores têm que votar com consciência para que as pessoas escolhidas sejam a voz certa para a sala.”

Larissa – 5º ano A
“Em minha opinião o momento de encontro foi construtivo e fez com que eu me sentisse confiante sobre a possibilidade de me candidatar a ser uma representante de turma. Me senti motivada. Durante a oportunidade de ouvir dois representantes de sala, do 3º ano do EM, pude aprender o que é ser um representante e que existem responsabilidades, que quando são divididas entre as pessoas, tudo fica menos difícil.”

Helena – 5º ano A


“Eu achei muito interessante a visita dos estudantes do Ensino Médio, pois reforçou e aprofundou meus conhecimentos. Eu não sabia que todas as propostas eram discutidas e votadas pelo povo, que aqui no Consa são os estudantes, como também não sabia que tinha uma Assembleia para avaliar as propostas. Eu achava que quem organizava a Campanha do Agasalho, do brinquedo e outras da escola eram as Irmãs e funcionários do Consa. Adorei a visita deles e estou feliz por saber que daqui a alguns anos eu vou ter essa oportunidade.”
Sophia Maria Iliadis – 5º ano C

“Eu adorei ouvir sobre representatividade e achei muito interessante. Entendi que isso funciona como um governo: presidente, governador, prefeito… Tem até o povo! Só não gostei de como a classe elege seus representantes: com o voto aberto. Achei que a ideia da professora de História foi muito interativa e, por mim, todos os representantes têm que colaborar com a escola e com a classe. Para mim, as pessoas que forem se eleger têm que saber falar em público e ouvir a todos. Também fiquei sabendo sobre a Campanha do Agasalho e sobre a Assembleia que é feita para todos discutirem. Gostei bastante, aprofundei meus conhecimentos e fiquei com vontade de me candidatar!”

Olivia Trigo Castanha – 5º ano C