28.05.2019 | Notícias Celfran

Aula aberta de Circo – Mães e Filhos

A aula aberta de Circo – mães e filhos aconteceu no 1º Espaço Cultural do ano, no dia 11 de maio.

Este evento, que já se tornou tradicional, tem a importante função de promover a integração dos alunos, familiares e professores, ao mesmo tempo em que oportuniza o espaço para a troca de conhecimentos entre mães e filhos. Mais precisamente, as crianças têm a oportunidade de ensinar aos adultos aquilo que elas já sabem fazer; algo que pode ser destacado como um fator de grande relevância dentro do processo de aprendizagem, já que, ao ensinar se estabelece outra relação com o conhecimento, gerando apropriação e valorização, o que, por sua vez, contribui para o aumento da auto confiança e desejo de aperfeiçoamento.

Nestas ocasiões, para que as mães possam sentir, na prática, o mesmo que seus filhos, a proposta segue o mesmo roteiro das aulas vivenciadas pelas crianças no dia a dia.

Para elucidar, a aula aberta começou com uma orientação geral, incluindo a contextualização das regras para o bom aproveitando e segurança durante as atividades. Em seguida, foi a vez do “Pega-pega Abraço”, atividade lúdica escolhida por ser de grande valia para a melhora da prontidão e da inteligencia espacial. Sem esquecer de mencionar que, o tema “Abraço” oportunizou belas cenas de carinho entre os presentes, já que, o abraço foi a forma de salvar os que haviam sido pegos!

A parte principal foi composta por um circuito incluindo cama elástica, mini trampolim, deslocamentos em plano baixo (rastejar debaixo do colchão gordo suspenso por dois bancos), escalada no caixote e educativos para acrobacia de solo.

O auge da aula ficou por conta da parte livre, quando, efetivamente, as mães foram orientadas pelas crianças nesta nova descoberta motora. Momento que produziu lindas cenas de mães e filhos se divertindo, se amparando, percebendo as dificuldades e buscando soluções para resolvê-las.

Assim, registramos mais uma data memorável que marca, de modo sublime, este vínculo vital e precioso, que é o vínculo entre mãe e filho!