fbpx

Esportes

Para falar sobre a Educação Física no EM, é importante fazer um breve resgate sobre como a Educação Física é concebida no Consa: em outras palavras, desde a mais tenra idade, ainda na Educação Infantil, o movimento humano, tão imprescindível e necessário, tem seu lugar de importância!

É a partir dessa concepção que a Educação Física avança para os anos seguintes, com propostas variadas, que incluam a todos e favoreçam o desenvolvimento dos domínios: físico, motor, cognitivo, afetivo e social.

 É sabido que a transição entre os estágios depende da maturação biológica e fisiológica, do crescimento corporal e das vivências-estimulação, ou seja, à medida que a criança cresce, outros elementos poderão ser incorporados, no sentido de tornar os movimentos mais elaborados, no que diz respeito ao aumento da variedade e da complexidade do comportamento motor.

O ensino das habilidades motoras seguirá sequências gradativas e mediadas, de situações intencionais, que possibilitem a experimentação de variadas combinações, como os jogos cooperativos, as atividades lúdicas e, à medida que as crianças se tornam mais maduras, se amplia o grau de exigência técnica específica de cada modalidade, com a inclusão dos jogos coletivos com regras mais complexas, fundamentados também pelas teorias.

De acordo com as principais teorias de desenvolvimento, por volta dos 12 – 14 anos; estágio que corresponde ao ingresso do estudante no EM, caracterizado como o momento ideal para se introduzir outros estímulos de treinamento, como, por exemplo, o treinamento aeróbico, de força e de resistência.

Em resumo, tudo converge para que, chegada à etapa do EM, uma vez que os estudantes trilharam o percurso de vivências significativas e prazerosas, devidamente respeitados nos diferentes estágios de desenvolvimento, chegarão amadurecidos em todos os seus domínios, de modo que poderão fazer suas escolhas pautadas nessas vivências e de acordo com suas preferências. Com destaque, nosso principal objetivo é ser a ponte para que esses estudantes construam um acervo de memórias positivas em relação à atividade física, para que se desenvolvam em plenitude e tornem-se adultos conscientes de suas escolhas ao adotar uma vida ativa e saudável.

 Na grade atual, os estudantes podem escolher entre as seguintes opções:

 – Dança: Aula fundamentada em movimentos coreografados, que mescla diferentes vertentes da dança. Ao explorar novas maneiras de se mover e se expressar, as aulas favorecem o enriquecimento do repertório motor, artístico e cultural; fortalece as habilidades sociais; colabora para o processo individual de descoberta das capacidades, consequentemente, favorece o fortalecimento do autoconceito, da autonomia e da autoestima.

 – Escola de Esportes: Modalidade criada para responder às solicitações dos estudantes que desejavam explorar outras possibilidades da quadra, além do Futsal. Nessa perspectiva, ao longo do ano, os estudantes terão a possibilidade de vivenciar modalidades como o Voleibol, Basquetebol, Futebol Americano, Esportes com raquete, dentre outros, ampliando, portanto, a variabilidade de estímulos motores, por meio dos diferentes gestos requisitados nos esportes. Como consequência, espera-se que os estudantes tenham ganhos significativos no condicionamento físico; aprimorem a coordenação motora, ao mesmo tempo, ampliem experiências de cooperatividade e socialização.

 – Futsal: As aulas têm como principal objetivo favorecer o refinamento das habilidades técnicas e conhecimentos táticos específicos dessa modalidade, por meio da experimentação de exercícios coordenativos, da prática dos fundamentos e dos jogos propriamente ditos. Com destaque, assim como todos os esportes coletivos, o Futsal favorece o desenvolvimento da disciplina pessoal, da cooperatividade e da socialização, além dos ganhos em relação aos aspectos físicos e motor, como melhora das habilidades e capacidades físicas.

 – Lutas – Taekwondo: O Taekwondo, literalmente “Tae” – “pé”, “Kwon” – “mão” e “Do” – “caminho”, é um esporte olímpico de origem Coreana, cujas principais características são chutes, e movimentos de ataque e defesa. Ao longo do ano, os estudantes também terão vivências de Muay Thai, técnicas de autodefesa, dentre outras. Reconhecidamente, as artes marciais favorecem a disciplina pessoal, o autocontrole, o respeito, estimula o companheirismo e a superação de desafios e limites.

 – Oficina de Circo: A arte circense exerce fascínio por sua plasticidade e efeito visual a quem assiste e aos que a praticam. As atividades circenses são divididas em categorias ou agrupamentos de técnicas como: modalidades aéreas, equilíbrio, acrobacias, encenação e manipulação de objetos, sendo que, a principal ferramenta utilizada pelo praticante é o próprio corpo, de modo que, as capacidades biomotoras são amplamente estimuladas, destacando o trabalho de força muscular, flexibilidade, coordenação e equilíbrio. Assim, o circo torna-se uma prática motivadora para superação de limites, por vivenciar o corpo de maneiras diversas e propor inúmeros desafios a serem explorados e vencidos.

Abrir no Whatsapp
Fale com a equipe do Consa
Olá 👋
Podemos te ajudar?